CCJ aprova projeto que torna crime induzir jovens à automutilação

27/09/2017 - Geral


Relatoria é da senadora Ana Amélia (PP-RS)

CCJ aprova projeto que torna crime induzir jovens à automutilação

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou, em turno suplementar nesta quarta-feira (27), substitutivo ao Projeto de Lei do Senado (PLS) 664/2015, que tipifica como crime induzir, instigar ou auxiliar crianças ou adolescente a cometerem automutilação, o chamado cutting.

Pelo projeto, de autoria de Ciro Nogueira (PP-PI) e relatado por Ana Amélia (PP-RS), o novo tipo penal abrange atos para induzir à automutilação, cometidos por qualquer meio, inclusive salas de bate-papo na internet. Com isso, poderão ser alcançadas pela lei pessoas envolvidas em jogos eletrônicos de desafios macabros, que incitariam o participante até ao suicídio.

Ana Amélia considerou a proposta uma iniciativa oportuna e consonante com os deveres constitucionais de proteção à criança e ao jovem. 

— Criminalizar o induzimento de criança ou adolescente ao cutting é expressão do mandamento constitucional que determina ao Estado assegurar, como prioridade absoluta, o direito à vida e à saúde da pessoa em condição peculiar de desenvolvimento — defendeu.

Penas
Como penalidade inicial, para o tipo simples, ficou estabelecida detenção (cumprida em regime aberto ou semi-aberto) de seis meses a um ano. 

No caso de a lesão corporal se consumar, o instigador ficará sujeito a pena de reclusão (regime inicial fechado) de um a dois anos. Se do ato resultar lesão corporal grave à vítima, o tempo de reclusão ficará entre um e três anos. Por fim, em caso de morte, se aplicará pena de reclusão dois a seis anos, ante a previsão de quatro a doze anos do projeto original.


Foto: Marcos Oliveira/ Agência Senado

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

1 de nov
“É possível ser produtivo e zelar pelo uso do dinheiro público”, afirma Ana Amélia
A sociedade está cada vez mais vigilante no trabalho dos políticos, principalmente no uso de benefícios e produtividade. A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) foi à tribuna do Senado, nesta semana, para destacar que é possível zelar pelo…

30 de out
Estatais que dão prejuízo e não prestam serviço à população devem ser fechadas, diz Ana Amélia
Em discurso na tribuna nesta terça-feira (30), a senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) disse que um dos caminhos para ajudar a resolver o dilema da falta de dinheiro nos cofres do governo aponta para as estatais,…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail