Brasileiros trabalharam até 2 de junho deste ano só para pagar impostos

05/06/2017 - Economia


Ana Amélia destacou que trabalhadores não recebem serviços de qualidade em troca dos altos tributos pagos ao governo

Brasileiros trabalharam até 2 de junho deste ano só para pagar impostos

Em discurso na tribuna nesta segunda-feira (05), a senadora Ana Amélia (PP-RS) citou estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário revelando que, neste ano, o valor de toda a arrecadação do país em tributos equivalerá à renda relativa a 153 dias de trabalho de cada um dos brasileiros. Apesar de trabalhar até dia 2 de junho somente para pagar impostos, os brasileiros não recebem serviços de qualidade em áreas como saúde, educação e segurança pública, frisou a senadora.

No mesmo estudo, destacou a parlamentar, foi contabilizado o custo da corrupção no país: ele corresponde a 29 dias de trabalho dos brasileiros, o que mostra que muito dinheiro deixou de ser aplicado em setores básicos.

— Nós pagamos muito imposto, mas ainda temos que ter um plano de saúde. Também nós não podemos contar com a segurança, porque é deficitária e aí nós contratamos uma segurança privada. Nas escolas, não tendo vaga no setor público, aí os pais botam os filhos em escolas particulares — disse a senadora.

A parlamentar também mencionou reportagem do programa Fantástico, da TV Globo, informando que, desde a década de 70, no Brasil, apenas nas obras de infraestrutura, a corrupção levou entre 17% e 35% de tudo que o governo pagou, valor que pode chegar a R$ 300 bilhões.

— Em obras, isso daria para levar água limpa e esgoto tratado para todos os brasileiros. Daria para colocar oito milhões de crianças de até quatro anos em creches e, com o troco, construir 71 mil UPAs e comprar 820 mil ambulâncias — exemplificou.

Para combater a corrupção, destacou a senadora, uma das ações importantes é a responsabilidade na hora de votar.

— Em 2018 o eleitor precisa olhar com lupa em quem está votando. Não se trata de escolher o mais simpático, o mais amigo. Tem que escolher pessoas que tenham ficha limpa. É preciso olhar o que a pessoa fez, o que faz e o que poderá fazer — completou.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Brasileiros trabalharam até 2 de junho deste ano só para pagar impostos


Mais notícias:

13 de jul
Ana Amélia visita indústria calçadista em Parobé
Em visita à Vulcabras Azaleia, em Parobé, nesta sexta-feira (13), a senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) foi recebida pelo presidente Pedro Grendene Bartelle Filho. A parlamentar do Rio Grande do Sul conheceu as linhas de produção e conversou com os trabalhadores da indústria de calçados.…

4 de jul
Senado adia decisão sobre incentivo para indústria de refrigerante em Manaus
Por falta de quórum, o Senado Federal adiou, nesta quarta-feira (4), a votação dos projetos de resolução que preveem a sustação do Decreto Presidencial nº 9.394, que altera a Incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre concentrados usados por…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail