Bento Gonçalves recebe recursos para investimentos em saúde

24 de mar - Saúde


Anúncio ocorreu em atos com a presença da senadora Ana Amélia

Bento Gonçalves recebe recursos para a área de saúde

O Ministério da Saúde e a Caixa Econômica Federal acertaram nesta sexta-feira (24) o repasse de recursos para a área de saúde de Bento Gonçalves e municípios da região. Os atos contaram com a presença da senadora Ana Amélia (PP-RS) e do ministro da Saúde, Ricardo Barros, entre outras lideranças.

O Hospital Tacchini receberá financiamento de R$ 11 milhões por meio do meio da linha de crédito Caixa Hospitais. A verba é destinada a entidades filantrópicas, antecipando o montante que as instituições têm a receber do governo federal referentes a serviços prestados pelo Sistema Único de Saúde.

— Pelo que vi e pelos relatos que ouvi, pude perceber um cuidado da gestão do Hospital Tacchini com a transparência e qualidade no atendimento. Esta linha de crédito que a Caixa Econômica Federal abriu é um dos programas mais importantes da instituição porque preenche um espaço no orçamento que as instituições filantrópicas precisam — afirmou Ana Amélia, que visitou o Hospital.

Em atividade há 92 anos, o Hospital Tacchini é especializado em média e alta complexidade nas áreas de oncologia, nefrologia e medicina vascular. A instituição filantrópica, considerada uma das mais bem aparelhadas do Rio Grande do Sul, é referência para 29 municípios do estado. Segundo o presidente do Conselho de Administração do Hospital Tacchini, Daniel Ferrari, a missão da entidade é oferecer à cidade e região assistência em saúde integrada e humanizada.

— Este é um hospital onde não há distinção de pacientes na atividade-fim. A oferta para pacientes privados é a mesma para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Temos o compromisso com o setor público de ser uma solução e nunca um problema nas áreas que estamos contratados para atender — disse.

O Ministério da Saúde anunciou também a liberação de R$ 8,6 milhões para serviços de saúde que estavam funcionando sem contrapartida federal em 44 municípios gaúchos. O montante será para custeio de 21 serviços, sendo 15 deles localizados em Bento Gonçalves.

O ministro Ricardo Barros, em palestra no hospital, apresentou o plano de gestão focado na racionalização de gastos e recebeu a demanda da instituição para intensificar ações na prevenção do câncer. Ele destacou que a pasta liberou, em janeiro deste ano, R$ 435 milhões para a saúde do Rio Grande do Sul. Os recursos referentes a emendas parlamentares e investimentos do governo federal foram destinados ao custeio de 135 serviços e leitos que estão em funcionamento e não contavam com contrapartida federal no âmbito do SUS. O estado também recebeu 61 novas ambulâncias para renovar a frota do SAMU 192.


Fonte: Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

18 de abr
Projeto que regulamenta profissão de esteticista terá sugestões de dermatologistas e fisioterapeutas
O projeto que trata da regulamentação das profissões de esteticista e de técnico em estética foi debatido, nesta terça-feira (18), na Comissão de Assuntos Sociais do Senado. A relatora do Projeto de Lei da Câmara (PLC) 77/2016, senadora Ana Amélia (PP-RS),…

13 de abr
Alternativas à crise do Hospital São Paulo são debatidas em reuniões em Lagoa Vermelha
O chefe de gabinete da senadora Ana Amélia (PP-RS), Marco Aurélio Ferreira, esteve nesta quinta-feira (13) em Lagoa Vermelha para participar de reuniões que trataram sobre a crise do Hospital São Paulo. Marco Aurélio esteve…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail