Bancada feminina do Congresso é recebida pelo ministro da Saúde

05/05/2015 - Saúde


Senadora Ana Amélia cobrou de Artur Chioro o cumprimento de leis de combate ao câncer

Bancada feminina do Congresso é recebida pelo ministro da Saúde

Em reunião da bancada feminina do Congresso Nacional com o ministro da Saúde, Arthur Chioro, nesta quarta-feira (6), a senadora Ana Amélia (PP-RS) cobrou do titular da pasta o cumprimento de leis para agilizar e melhorar o atendimento de pacientes com câncer.

Conforme noticiaram jornais esta semana, não estão sendo cumpridas as leis obrigando o Sistema Único de Saúde (SUS) a iniciar o tratamento da doença em até 60 dias após o diagnóstico (Lei 12.732/2012) e exigindo que o SUS realize a reconstrução da mama na mesma cirurgia para retirada do tumor (Lei 12.802/2012). A parlamentar gaúcha foi relatora no Senado das duas propostas.

O ministro admitiu que há dificuldades, mas ressaltou avanços, principalmente em relação às reconstruções mamárias. Segundo ele, esse tipo de cirurgia cresceu 16% de 2013 para 2014, passando de 7,8 mil para 9 mil. O ministro destacou, no entanto, que é preciso maior interlocução com os médicos em todo o país para elevar esse índice.

Café da manhã

Durante o café da manhã, Chioro apresentou a senadoras e deputadas a atual equipe multidisciplinar de trabalho. Ao afirmar que acompanha a movimentação das parlamentares e aposta no diálogo em favor da construção de iniciativas comuns, o ministro discorreu sobre programas como o Rede Cegonha e o Mais Médicos. As campanhas pela prevenção do câncer do colo do útero com a vacina contra o Papilomavirus Humano (HPV) em meninas e a importância dos exames de mamografia pela detecção precoce do câncer de mama também foram temas abordados por Chioro.

As senadoras e deputadas mostraram ao ministro a necessidade de maior aporte de recursos e equipamentos para o SUS e ainda preocupação para que o Ministério realize campanhas focadas na política de estímulo ao parto normal, na prevenção do uso de Drogas e também na redução da violência no trânsito.

Participaram do encontro as senadoras Ana Amélia (PP-RS), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Angela Portela (PT-RR) e as deputadas Elcione Barbalho (PMDB-PA), Procuradora da Mulher na Câmara; Jô Moraes (PCdoB-MG), Luciana Santos (PCdoB-PE), Flávia Morais (PDT-GO), Gorete Pereira (PP-CE), Leandre (PV-PR), Raquel Muniz (PSC-MG), Keiko Ota (PSB-SP), Zenaide Maia (PR-RN), Renata Abreu (PTN-SP) e Magda Mofatto (PR-GO).

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

13 de jun
Demandas das Santas Casas e hospitais filantrópicos serão levadas ao Ministério da Saúde
Representantes da Confederação das Santas Casas de Misericórdia do Brasil (CMB) e da Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (Abruc) estiveram no Senado em busca de apoio a projetos que fortalecem as instituições filantrópicas de saúde. O diretor da…

29 de mai
Projeto para combater fraudes no mercado de órteses e próteses é destacado em congresso jurídico da Abramge
No 2º Congresso Jurídico da Associação Brasileira de Planos de Saúde (Abramge), nesta segunda-feira (29), em São Paulo, a senadora Ana Amélia (PP-RS) destacou o projeto de lei (PLS 17/2015) que apresentou no Senado para definir…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail