Aumento de tributos na folha de pagamento pressiona empresas brasileiras a demitir, alerta Ana Amélia

07/07/2015 - Economia


Redução das desonerações é contraditória à medida anunciada pela presidente para tentar manter o emprego

Aumento de tributos na folha de pagamento pressiona empresas brasileiras a demitir, alerta Ana Amélia

O aumento de tributos sobre a folha de pagamento de empresas de diversos setores foi criticado pela senadora Ana Amélia (PP-RS), nesta terça-feira (7), em discurso no plenário. A parlamentar gaúcha ressaltou que o projeto (PLC 41/2015), que reduz desonerações, é contraditório à medida anunciada pela presidente da República, nesta segunda-feira (6), para manter empregos.

— O governo anuncia uma medida para combater o desemprego, mas vai retirar aquele benefício que havia dado da desoneração da folha. Não é possível entender qual é a lógica, porque o governo poderia muito bem manter a desoneração da folha de setores que empregam muita mão de obra — enfatizou a senadora, sugerindo a manutenção das desonerações em troca do compromisso da manutenção dos empregos.

Ana Amélia destacou que o plano anunciado esta semana pretende utilizar R$ 112 milhões do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para pagar a diferença de salário correspondente à redução da jornada de trabalho. A progressista salientou que o FAT é patrimônio dos trabalhadores e precisa ser defendido.

Estimativas apresentadas pela senadora mostram que apenas o setor de tecnologia da informação teme demitir, neste ano, 81 mil funcionários com a redução das desonerações. Ana Amélia destacou ainda os setores calçadista, da construção civil, de equipamentos de saúde, bens de capital e alimentos, entre outros, que terão dificuldades em manter os empregos com o aumento na carga tributária.

— O Senado tem a obrigação de tratar dessas desonerações de forma justa e equilibrada, para que o setor industrial não comece também a demitir. Penso que esta Casa precisa fazer ajustes no projeto das desonerações se quiser preservar empregos e manter a produção industrial ativa, mesmo neste momento de crise — alertou a senadora, destacando as emendas que apresentou ao PLC 41/2015.

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Ana Amélia alerta que aumento de tributos na folha de pagamento pressiona empresas a demitir


Mais notícias:

25 de mai
Artigo no jornal NH: Ameaça ao setor calçadista
Em artigo no jornal NH, a senadora Ana Amélia alertou que a redução no imposto de importação para calçados esportivos trará impactos sociais e econômicos negativos, entre eles o desemprego nesse dinâmico setor.https://www.jornalnh.com.br/_conteudo/2018/05/noticias/opiniao/2271086-ameaca-ao-setor-calcadista.html

24 de mai
Novo presidente do Sescon-RS apresenta estudos sobre dívida pública e Imposto de Renda
O novo presidente do Sescon-RS, Célio Levandovski, entregou para a  senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) nesta quinta-feira(24), dois estudos produzidos pela PUC/RS em parceria com o sindicato. Um deles trata da evolução da dívida pública e a importância do controle de…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail