Aumento de tributos na folha de pagamento pressiona empresas brasileiras a demitir, alerta Ana Amélia

07/07/2015 - Economia


Redução das desonerações é contraditória à medida anunciada pela presidente para tentar manter o emprego

Aumento de tributos na folha de pagamento pressiona empresas brasileiras a demitir, alerta Ana Amélia

O aumento de tributos sobre a folha de pagamento de empresas de diversos setores foi criticado pela senadora Ana Amélia (PP-RS), nesta terça-feira (7), em discurso no plenário. A parlamentar gaúcha ressaltou que o projeto (PLC 41/2015), que reduz desonerações, é contraditório à medida anunciada pela presidente da República, nesta segunda-feira (6), para manter empregos.

— O governo anuncia uma medida para combater o desemprego, mas vai retirar aquele benefício que havia dado da desoneração da folha. Não é possível entender qual é a lógica, porque o governo poderia muito bem manter a desoneração da folha de setores que empregam muita mão de obra — enfatizou a senadora, sugerindo a manutenção das desonerações em troca do compromisso da manutenção dos empregos.

Ana Amélia destacou que o plano anunciado esta semana pretende utilizar R$ 112 milhões do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para pagar a diferença de salário correspondente à redução da jornada de trabalho. A progressista salientou que o FAT é patrimônio dos trabalhadores e precisa ser defendido.

Estimativas apresentadas pela senadora mostram que apenas o setor de tecnologia da informação teme demitir, neste ano, 81 mil funcionários com a redução das desonerações. Ana Amélia destacou ainda os setores calçadista, da construção civil, de equipamentos de saúde, bens de capital e alimentos, entre outros, que terão dificuldades em manter os empregos com o aumento na carga tributária.

— O Senado tem a obrigação de tratar dessas desonerações de forma justa e equilibrada, para que o setor industrial não comece também a demitir. Penso que esta Casa precisa fazer ajustes no projeto das desonerações se quiser preservar empregos e manter a produção industrial ativa, mesmo neste momento de crise — alertou a senadora, destacando as emendas que apresentou ao PLC 41/2015.

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Ana Amélia alerta que aumento de tributos na folha de pagamento pressiona empresas a demitir


Mais notícias:

Hoje
Irresponsabilidade da oposição penalizará 15 milhões de trabalhadores, alerta Ana Amélia
A promessa de líderes da oposição de que irão obstruir todas votações em protesto contra o governo penalizará 15 milhões de trabalhadores que ainda não efetuaram o saque das suas contas inativas do FGTS, alertou a senadora Ana Amélia (PP-RS)…

Governo vai analisar impactos da desoneração da folha no setor coureiro-calçadista
Em audiência, nesta terça-feira (23), o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, solicitou ao presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Heitor Klein, estudo sobre o impacto da desoneração da folha de pagamento no setor coureiro-calçadista. A…

19 de mai
Lei de recuperação fiscal dos estados é sancionada sem vetos
Foi sancionada nesta sexta-feira (19),  projeto que institui o Regime de Recuperação Fiscal dos Estados e do Distrito Federal. O texto, uma reivindicação dos governadores, concede, na prática, uma moratória aos estados superendividados em troca de contrapartidas. A senadora Ana Amélia foi a…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail