Análise do processo de impeachment não é golpe, defende Ana Amélia

09/12/2015 - Geral


Senadora lembrou que líderes petistas também pediram o impeachment de FHC em 1999

Análise do processo de impeachment não é golpe, defende Ana Amélia

Na tribuna do Senado, nesta quarta-feira (9), a senadora Ana Amélia (PP-RS) enfatizou que a análise do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff não é golpe. A parlamentar gaúcha lembrou que aqueles que hoje classificam como golpista o processo sob análise do Congresso, em 1999 defendiam o afastamento de Fernando Henrique Cardoso da Presidência

Ana Amélia exibiu uma fotografia de 1999, em que líderes do PT e do PCdoB entregavam ao então presidente da Câmara dos Deputados, hoje vice-presidente, Michel Temer (PMDB), as ações pedindo o impeachment de FHC. A justificativa era que o ex-presidente havia cometido estelionato eleitoral, na campanha do ano anterior.

— Quem hoje diz que impeachment é golpismo, em 1999 fez a mesma coisa. Agora é golpe? E, em 1999, não? — questionou a senadora.

A parlamentar gaúcha ressaltou que o impeachment é um procedimento previsto na Constituição e, por isso, quem o defende não pode ser chamado de golpista. Ana Amélia lembrou que a disputa faz parte do jogo democrático e comemorou o fato de as instituições estarem funcionando normalmente neste período conturbado.

— As instituições de nosso país demonstram que são fortes. E mais fortes ficarão quando esse pedido de impeachment for votado, dentro da lei e da legalidade, como está na Constituição — declarou.

A parlamentar ainda comparou a situação do Brasil ao Paraguai, que em 2012 teve o impeachment do então presidente Fernando Lugo. A senadora lembrou que o processo transcorreu sem traumas no país vizinho, dentro das normas constitucionais. Atualmente, o Paraguai tem previsão de crescimento de 4% e inflação na casa também dos 4%, enquanto o desemprego está em torno de 7%.

— O Brasil, de fato, não é o Paraguai — exclamou.

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Ana Amélia defende que análise do processo de impeachment não é golpe


Mais notícias:

20 de jul
Voto facultativo respeita a cidadania - Artigo no Correio Braziliense
Ainda não são conhecidas as regras que nortearão o processo eleitoral do ano que vem, mas já é possível antecipar a preocupação generalizada com o aumento das abstenções. A preocupação tem razão de ser. Entre os pleitos de 2012 e 2016,…

Ana Amélia critica vinda do Aiatolá Mohsen Araki ao Brasil
Em texto publicado nas redes sociais, a senadora Ana Amélia (PP-RS) criticou a visita ao Brasil do aiatolá Mohsen Araki. A previsão é de que ele esteja no país na próxima semana para pregar em mesquitas e instituições patrocinadas pelo governo do Irã…

17 de jul
Ana Amélia critica inclusão da
A inclusão do relator da reforma política na Câmara, deputado Vicente Cândido (PT-SP), de emenda para proibir a prisão de políticos até oito meses antes da eleição, foi criticada pela senadora Ana Amélia (PP-RS). A informação foi divulgada no sábado pela…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail