Ana Amélia quer a garantia de repasse de recursos para as santas casas

02/07/2015 - Saúde


Senadora destacou que hospitais no Rio Grande do Sul estão suspendendo os atendimentos a pacientes do SUS

Ana Amélia quer a garantia de repasse de recursos para as santas casas


A senadora Ana Amélia (PP-RS) reclamou que as santas casas e hospitais filantrópicos continuam sem receber do governo o pagamento devido pelos atendimentos feitos a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Inclusive, emendas feitas ao orçamento destinando dinheiro para essas instituições não têm sido liberadas, disse a senadora.

Segundo Ana Amélia, os hospitais filantrópicos e santas casas recebem 42% do SUS, mas a tabela de procedimentos pagos está defasada. Ela disse que, desde o lançamento do Plano Real, em 1994, essa tabela teve reajuste de apenas 93% enquanto o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) subiu 413%.

— Como é que vai uma instituição suportar os custos? Os custos foram crescentes, a única coisa que não cresceu foi a tabela do SUS. Esta não remunerou devidamente os serviços prestados. O déficit  das santas casas e  dos hospitais filantrópicos chega a R$ 9,8 bilhões em todo o país. Isso quem diz é a Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e entidades hospitalares filantrópicas.

Esse problema, contou Ana Amélia, já fez instituições de seu estado, o Rio Grande do Sul, suspenderem os atendimentos a pacientes do SUS. Somente o Hospital de Caridade de Santa Maria, por exemplo, deixará de fazer 160 cirurgias e 900 consultas por mês, comentou a senadora.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

18/12/2017
Projeto que agiliza pesquisa clínica avança na Câmara dos Deputados
O projeto que agiliza o processo de pesquisas clínicas no Brasil (PLS 200/2015) começa a tramitar na Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados. A matéria, de autoria da senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) em conjunto com os senadores Waldemir Moka…

14/12/2017
Aprovada validade nacional para receitas de medicamentos
O projeto que dá validade nacional às receitas médicas e odontológicas de medicamentos foi aprovado em definitivo pelo Congresso Nacional no último dia 6. A iniciativa passou pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados e agora segue para sanção presidencial. A senadora Ana…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail