Ana Amélia pede solidariedade à União e cobra o cumprimento da Lei Kandir

12/08/2015 - Economia


Senadora também defendeu a aprovação de PEC para evitar que o governo crie mais despesas para Estados e Municípios

Ana Amélia pede solidariedade da União e cobra o cumprimento da Lei Kandir

O governo do Rio Grande do Sul priorizou o pagamento do restante dos salários dos servidores estaduais e, com isso, não quitou dívida do estado com a União. A decisão resultou no bloqueio do governo federal em relação às contas gaúchas usadas para receber repasses federais. O assunto foi abordado na tribuna nesta quarta-feira (12) pela senadora Ana Amélia (PP-RS).

Diante desse cenário, a parlamentar cobrou do governo federal mais solidariedade, especialmente num momento de crise, e lembrou que a própria União não respeita a Lei Kandir ao deixar de compensar as perdas que os estados têm com a desoneração de ICMS nas exportações.

Foram bloqueados R$ 60 milhões e a situação será normalizada apenas quando for alcançada a cifra de R$ 263 milhões, que é o valor total da parcela devida pelos gaúchos à União. Enquanto durar o bloqueio das contas, o governo gaúcho deverá pagar precatórios e deixará de repassar recursos para prefeituras e hospitais.

A senadora ainda defendeu que, nesse momento de crise, o Congresso Nacional não vote projetos que criem mais despesas para os estados e municípios. A parlamentar citou a PEC 84/2015, de sua autoria, que foi indicada, inclusive, entre as pautas prioritárias do Senado a serem votadas para superar a crise.

— É evidente que a superação da crise econômica, da crise financeira e da crise política passará, obrigatoriamente, por reorganização política e ação comprometida, continuada e responsável — disse.

Ana Amélia participou nesta quarta-feira de reuniões da bancada com a presença do governador do RS, José Ivo Sartori, na busca por soluções à crise financeira do Estado.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Ana Amélia pede solidariedade à União e cobra o cumprimento da Lei Kandir


Mais notícias:

11 de abr
Impactos de medidas ao setor calçadista serão debatidos em audiência no Senado
Preocupada com as consequências econômicas e sociais negativas para o setor calçadista brasileiro de uma possível redução do imposto de importação dos calçados esportivos, especialmente em relação à perda de empregos, a senadora Ana Amélia…

OCB lança Agenda Institucional 2018 de cooperativismo
A Agenda Institucional 2018 do Cooperativismo foi apresentada pela OCB nesta quarta-feira (11), pelo Sistema OCB, com propostas legislativas para alavancar o setor e garantir segurança jurídica aos cooperados. A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS), vice-presidente da Frente Parlamentar do Cooperativismo esteve no evento e destacou compromisso…

3 de abr
Congresso derruba veto ao Refis das micros e pequenas empresas
O Congresso derrubou nesta terça-feira (3) o veto ao projeto que instituía o Refis para micros e pequenas empresas. O  programa de refinanciamento, permitido às empresas que optaram pelo Simples, regime simplificado de tributação, havia sido aprovado pelo Senado no final de 2017.…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail