Ana Amélia pede rapidez do TSE no julgamento da chapa Dilma-Temer

24 de mai - Geral


Senadora fez um apelo aos ministros para que julgamento não seja suspenso

Ana Amélia pede rapidez para julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE

A senadora Ana Amélia (PP-RS) pediu aos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) agilidade no julgamento da ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer, vencedora das eleições presidenciais de 2014. A parlamentar gaúcha fez um apelo aos ministros da corte eleitoral para dar um desfecho rápido à aguda crise, pela via Constitucional, na cassação da chapa Dilma-Temer.

Ana Amélia acredita que o julgamento no TSE é a melhor saída neste momento em que o presidente Michel Temer assegurou que não vai renunciar ao mandato presidencial, uma vez que se assim o fizesse estaria admitindo alguma culpa.

— Faço um apelo aos senhores ministros do Tribunal Superior Eleitoral. Não peçam vista a esse processo. Decidam. Sejam longas as sessões. Decidam na semana do dia 6, porque será um grande serviço. Esperamos que o TSE tenha o senso da responsabilidade, da gravidade que estamos vivendo hoje e seja capaz, em três ou quatro dias, de dar uma resposta adequada a essa ansiedade, a essa preocupação e a essa perplexidade — afirmou.

De acordo com a parlamentar gaúcha, a cassação pela Justiça Eleitoral, que atende institucionalidade e segue o rito constitucional, vai apaziguar o ambiente político e econômico.  


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Ana Amélia pede rapidez ao TSE no julgamento da chapa Dilma/Temer prevista para junho


Mais notícias:

9 de nov
“Criminosos que destruíram fazenda na Bahia têm que responder pelos 100 desempregados”, defende Ana Amélia
A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) leu nesta quinta-feira (9), no Plenário do Senado, uma carta que recebeu de Rogério Aranibar, funcionário do grupo Igarashi cuja planta, em Correntina, no Oeste da Bahia, foi destruída por criminosos…

8 de nov
Congresso derruba um veto de Temer e mantém outros três
O Congresso rejeitou nesta quarta-feira (8) o veto do presidente Michel Temer a uma lei que convalida incentivos concedidos a empresas pelos governos estaduais. Outros três vetos foram mantidos pelos parlamentares, e cinco serão votados em nova sessão conjunta, marcada para dia 22…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail