Ana Amélia diz que governo não pode errar na escolha para o Ministério da Justiça

10 de fev - Geral


Para a parlamentar gaúcha, o novo ministro deve ser uma pessoa que não tenha se manifestado contra institutos como o da delação premiada e também sobre a Operação Lava Jato

Ana Amélia diz que governo não pode errar na escolha para o Ministério da Justiça

Ao avaliar as repercussões negativas em torno da escolha de Moreira Franco para a Secretaria-Geral da Presidência da República, a senadora Ana Amélia (PP-RS) pediu ao presidente Michel Temer que redobre os cuidados e que tenha cautela na nomeação do ministro da Justiça.

– Que essa escolha recaia sobre uma figura que seja capacitada para um enfrentamento gravíssimo na vida do Brasil nos dias de hoje. Que a escolha seja por um ministro da Justiça que não tenha se manifestado contra institutos como o da delação premiada e também sobre a Operação Lava Jato – sugeriu.

Para Ana Amélia, o governo Temer não consegue dar visibilidade a resultados positivos que alcança devido à repercussão em torno da disputa judicial para impedir a nomeação de Moreira Franco como ministro de Estado. Citado em delações da Lava Jato, ele passaria a ter foro privilegiado e seu caso sairia da alçada do Juiz Sérgio Moro, em Curitiba, passando ao Supremo tribunal Federal (STF).

- O Brasil está celebrando a menor inflação em 30 anos, mas nada disso valeu, porque tomou espaço na mídia a interpretação da equivocada decisão do presidente em proteger um amigo. A política não pode ter amigos; nós temos que agir com a razão e com a responsabilidade. E é exatamente por isso que o presidente não pode continuar deixando o governo sangrar em torno de um fato que, primeiro, não deveria ter ocorrido – lamentou.

Ao ressaltar o conhecimento de Temer em Direito Constitucional e sua experiência e habilidade como político, a senadora se mostrou confiante na escolha que ele fará para o Ministério da Justiça.

– Não lhe falta conhecimento, não lhe falta formação, não lhe falta experiência política, não lhe falta experiência na área do Direito, da lei, da Constituição, para saber que a sociedade quer uma decisão correta, de quem tem o compromisso de não errar – frisou.

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Ana Amélia: o poder exige responsabilidade e decisões que sigam os princípios éticos e morais


Mais notícias:

14 de dez
Senado aprova 'critério de simplicidade' em ações criminais
O Plenário aprovou nesta quinta-feira (14) o projeto de lei da Câmara (PLC)21/2016, que prevê o critério da simplicidade como orientador em ações de natureza criminal. A simplicidade pressupõe que os processos devem reunir materiais essenciais, adotando linguagem clara e acessível às partes. Para…

13 de dez
Senadora Ana Amélia recebeu 120 premiações em sete anos de mandato
Desde que assumiu o mandato no Senado, em fevereiro de 2011, após ter sido eleita com 3,4 milhões de votos dos gaúchos, no ano anterior, a senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) recebeu cerca de 120 premiações e homenagens, desde medalhas, placas e troféus…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail