Ana Amélia destaca alternativa à crise enfrentada por produtores de leite e de arroz

20 de fev - Agricultura


Senadora sugeriu compra dos excedentes para doação a venezuelanos refugiados

Ana Amélia destaca alternativa à crise enfrentada por produtores de leite e de arroz

A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) reforçou nesta terça-feira (20), na tribuna do Senado, a ideia para que o governo compre o excedente da produção de leite e de arroz para alimentar os venezuelanos refugiados em estados como Roraima e Amazonas. A medida beneficiaria produtores gaúchos de arroz e de leite, que sofrem com os elevados custos de produção, com o baixo preço que recebem pelo produto e com a concorrência de países vizinhos.

Na tribuna do Senado, na segunda (19) e na terça-feira (20), a senadora gaúcha falou sobre a situação enfrentada pelos agricultores. A desvalorização do leite, por exemplo, afastou mais de 20 mil produtores da atividade no Rio Grande do Sul nos últimos dois anos. O Estado é o segundo maior produtor.

Municípios que têm a pecuária leiteira como base econômica cogitaram até decretar situação de calamidade pública em função dos reflexos da perda de receita dos produtores na economia local e na finança das prefeituras. O valor do litro de leite previsto para fevereiro é de R$ 0,9493, enquanto há um ano era de R$ 1,18.

Ana Amélia também mencionou a 28ª Abertura da Colheita do Arroz, que ocorre de 21 a 23 de fevereiro, em Cachoeirinha, oportunidade em que os produtores devem debater outras medidas de enfrentamento à crise. As dificuldades são provocadas pelos altos custos de produção na lavoura, os baixos preços praticados no mercado do grão, a guerra fiscal e as importações de países do Mercosul. O aumento no preço da energia elétrica e dos combustíveis estão entre os principais vilões.

A proposta da compra do excedente de arroz e de leite poderá ocorrer por meio de emenda a medidas provisórias. Ana Amélia já havia sugerido ao governo, no final de 2017, no Plenário e na Comissão de Relações Exteriores, a compra do excedente de leite para doar a países que enfrentam problema de fome. Em 2011, a parlamentar gaúcha foi relatora de MP autorizando o governo a doar alimentos dos estoques públicos a países atingidos, no ano passado, por eventos naturais e sociais. Foram 500 mil toneladas de arroz e 10 mil toneladas de leite em pó, entre outros produtos.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Ana Amélia destaca alternativa à crise dos produtores de leite e de arroz


Mais notícias:

11 de dez
Senado aprova novo limite para compra de leite de pequenos agricultores
O Plenário aprovou emenda da Câmara dos Deputados ao projeto que estabelece um novo limite de aquisição de leite no âmbito do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do governo federal (ECD 1/2018). Conforme o texto aprovado, o limite mínimo passa a…

5 de dez
Aprovada urgência para projeto que garante compra mínima de leite de agricultores familiares
O Plenário vota na próxima terça-feira (11) o projeto que obriga o governo federal a realizar compras mínimas de leite produzido por agricultores familiares. O texto em pauta assegura a aquisição de pelo menos 35 litros por dia. O autor…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail