Ana Amélia defende inclusão dos parques tecnológicos do RS em acordo de inovação com Espanha

14 de jun - Relações Exteriores


Diplomata diz que Brasil deve atualizar acordo em Ciência e Tecnologia com governo espanhol

Ana Amélia defende inclusão dos parques tecnológicos do RS em acordo de inovação com Espanha

A inclusão em acordos de inovação de projetos em andamento dos parques tecnológicos do Rio Grande do Sul, como Tecnosinos, Tecnopuc e Feevale Techpark, foi defendida nesta quarta-feira (13) pela Senadora Ana Amélia (Progressistas-RS), durante sabatina de diplomatas na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado (CRE).

— Há iniciativas, com apoio do governo espanhol, para apoiar a internacionalização de empresas do Rio Grande do Sul — lembrou a senadora, citando iniciativas focadas em inovação, como a criação de startups e eventos de mentoria para estimular investimentos e créditos em exportação em projetos de inovação. 

Na ocasião, o diplomata Pompeu Andreucci Neto, indicado para exercer cargo de Embaixador do Brasil na Espanha, cumulativamente com o Principado de Andorra, afirmou que o Convênio Básico de Ciência e Tecnologia entre Brasil e Espanha requer atualização.

— Não queremos um convênio apenas. Queremos um acordo que não seja básico. Queremos que  seja amplo e abrangente, envolvendo o tema de inovação — disse o Embaixador referindo-se aos benefícios do acordo para a indústria e o setor de serviços do Brasil.

A Espanha é o segundo maior investidor externo na economia brasileira, com um estoque que já se aproxima de U$ 70 bilhões. As empresas espanholas já respondem por mais de 100 mil postos de trabalho diretos e indiretos no Brasil, enquanto o fluxo bilateral anual já chega a U$ 7 bilhões, apresentando um superavit para nosso país de U$ 1,96 bilhão, segundo dados de 2017.

No que se refere à Catalunha, Andreucci deixou claro que a posição oficial do Brasil é que a Espanha deve manter-se unida, o que coincide com a diretriz manifestada pelo novo governo espanhol.

Argélia e Bélgica

Na quinta-feira (14), os senadores sabatinaram os diplomatas Haroldo de Macedo Ribeiro, indicado para o cargo de embaixador do Brasil na Bélgica e no grão-ducado de Luxemburgo e Flávio Marega, indicado para o cargo de embaixador do Brasil na Argélia, cujo relatório favorável à indicação foi da Senadora Ana Amélia (Progressistas-RS).

A Argélia conta com população de 41,3 milhões de pessoas e os idiomas falados no país são o árabe, o tamazight (oficiais) e o francês. Os dados econômicos de 2015 revelam um Produto Interno Bruto (PIB) de cerca de US$ 159,1 bilhões e PIB per capita de US$ 3.852. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) está em 0,745, conferindo-lhe a 83ª posição entre 188 países.

A Bélgica foi o 12º maior destino das exportações brasileiras em 2017. As trocas comerciais, que somaram US$ 4,9 bilhões em 2017, seguem superavitárias para o Brasil, que exporta produtos básicos e commodities e importa produtos de maior valor agregado.

Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

12 de dez
Comissão aprova projeto sobre cumprimento de sanções da ONU
A senadora Ana Amélia (PP-RS) comemorou, nesta quarta-feira (12), a aprovação, pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), do Projeto de Lei do Senado 181/2018, de autoria dela. O projeto alinha a legislação brasileira de combate ao terrorismo…

27 de nov
Grupo parlamentar Brasil-Argentina aprova plano de trabalho
Barreiras fitossanitárias, metrologia, alfândegas e a hidrovia dos rios Paraguai e Paraná são as quatro áreas em estudo pelo Grupo Parlamentar Brasil-Argentina. O plano de ação do colegiado foi aprovado por unanimidade pelos deputados e senadores brasileiros na reunião desta terça-feira (27). A senadora Ana Amélia…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail