Ana Amélia alerta sobre os riscos da 'obesidade' do Estado

11/10/2016 - Geral


Senadora defendeu limite de gastos para evitar o 'inchaço" da máquina pública

Ana Amélia alerta sobre os riscos da 'obesidade' do Estado

Ao lembrar, em pronunciamento, o Dia Nacional de Prevenção da Obesidade, comemorado nesta terça-feira (11), a senadora Ana Amélia (PP-RS) comparou a obesidade de uma pessoa à "obesidade" do poder público e alertou que ambos os casos são graves, deixam sequelas e exigem cuidados.

A senadora destacou que a obesidade deixa a pessoa com dificuldades de mobilidade e problemas cardiovasculares que podem colocar a vida em risco e cuja solução, em alguns casos, é a cirurgia bariátrica, conhecida como redução do estômago.

Já a "obesidade" do Estado gera excesso de gastos, endividamento público, inflação, déficit público e dificuldades para atender bem a população, explicou Ana Amélia.

Neste caso, segundo ela, a aprovação da chamada PEC 241 que limita os gastos públicos por 20 anos é essencial para combater o inchaço do Estado brasileiro. Ela advertiu que, além de limitar as despesas, é essencial que o dinheiro público também seja gasto com eficiência tanto em nível federal, quanto estadual e municipal.

— O Estado brasileiro precisa ser eficiente. A coisa mais importante de um estado, município ou do governo federal é atender a população adequadamente. É compatibilizar o que se receba com a necessidade dos vários setores da educação, da saúde, da segurança pública, da água e do saneamento. Então, é preciso, nesse caso, que o governante tenha responsabilidade — frisou.


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Obesidade estatal, cidadão anoréxico, compara Ana Amélia em discurso


Mais notícias:

Hoje
Bancada gaúcha lança frente parlamentar pela construção do Hospital do Câncer
Os 34 parlamentares gaúchos no Congresso Nacional se uniram pela construção do Hospital do Câncer no Grupo Hospitalar Conceição (GHC). A bancada gaúcha lançou, nesta quarta-feira (28), Frente Parlamentar em Prol da Construção do Hospital do Câncer GHC. O…

Comissão mista aprova relatório da MP 774. Destaques serão votados na semana que vem
A comissão mista que analisa a MP 774 aprovou hoje, no Senado, o relatório do senador Airton Sandoval (PMDB-SP), mantendo a desoneração de setores importantes para a economia como o coureiro-calçadista, têxtil e de Tecnologia…

27 de jun
“Não podemos admitir ameaças e incitação à violência”, defende Ana Amélia
A senadora Ana Amélia (PP-RS) criticou o discurso de petistas e nota oficial do partido que defendeu o Luís Inácio Lula da Silva fazendo ameaças e incitando a violência. De acordo com a parlamentar gaúcha, o ex-presidente recebe tratamento deum “ ídolo…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail