Abicalçados comemora manutenção de alíquota para importação

20 de jun - Economia


Senadora Ana Amélia tratou do tema em contato com ministros e em audiência no Senado

Abicalçados comemora manutenção de alíquota para importação

 A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) comemorou a manutenção da alíquota de importação de 35% para calçados esportivos. A resolução foi tomada em reunião realizada na noite de terça-feira (19), na Câmara de Comércio Exterior (Camex). 

A senadora Ana Amélia apoiou o setor calçadista nacional para evitar a perda de empregos e problemas econômicos que seriam gerados a partir da medida. Além de conversar com ministros em audiências ou encontros no Congresso, a parlamentar promoveu audiência pública que tratou do tema na Comissão de Assuntos Sociais do Senado (foto), celebrou a decisão.

Originalmente, a solicitação dos importadores de calçados esportivos era de uma redução de 35% para 20% na alíquota, o que poderia provocar uma onda de desemprego na indústria calçadista nacional. 

- A Camex foi sensível ao nosso argumento, que teve o auxílio e embasamento técnico da AS Consultoria, de que com tal redução teríamos uma perda significativa de empregos - disse o presidente executivo da Abicalçados, Heitor Klein. A indústria calçadista gera, diretamente, cerca de 300 mil postos de trabalho em todo o País. 

Segundo Klein, a redução abriria as portas para a concorrência desleal, especialmente de grandes marcas esportivas produtoras na Ásia. "Sem a alíquota atual (35%), de 2000 a 2007, as importações de calçados aumentaram quase 500%, de 6 milhões de pares para 28,7 milhões. 

O fato destruiu empregos no Brasil, fechou fábricas. Seria um desastre, ainda mais em um momento conturbado para o setor, repetir o mesmo erro", avalia Klein, ressaltando que a atividade segue abalada pela queda da demanda, especialmente do mercado doméstico. 

Com informações da Abicalçados


Fonte: Agência Senado e Assessoria de Imprensa


Mais notícias:

1 de nov
Senado aprova projeto para desenvolvimento da metade sul do Rio Grande do Sul
O Senado aprovou, nesta quarta-feira (31), por unanimidade — 53 votos favoráveis — o projeto que autoriza a criação de uma região integrada para o desenvolvimento da Metade Sul do Rio Grande do Sul. A ideia é definir…

10 de ago
Ana Amélia é contra aumento de salário para ministros e parlamentares
A decisão tomada pela maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal de conceder reajuste em seus próprios vencimentos, a partir do ano que vem, em 16,38%, "é inoportuna e provoca um preocupante efeito-cascata nas despesas públicas. O alerta foi feito…

Acompanhe NOSSO TRABALHO
nas redes sociais

Receba novidades e informações no seu e-mail